Era uma vez Talin, a cidade medieval…

Era uma vez Talin, a cidade medieval...

Com todo o sabor medieval e um encantador centro histórico amuralhado declarado Patrimônio da humanidade pela UNESCO, a cidade de Tallinn e é um dos núcleos antigos mais bem conservados da Europa e um dos expoentes mais claros de conservação e interesse por manter uma cidade como há centenas de anos: torres medievais, ruas de paralelepípedo, muralhas e casas centenárias que fazem passear pelo seu centro murado te faça retroceder à Idade Média. Assim é Tallinn, uma cidade de conto..

A apenas 80 quilômetros de Helsínquia e estrategicamente situada às margens do Mar Báltico, a coquete cidade velha, construída entre 1400 e 1700, oferece a oportunidade de admirar um cuidado centro histórico e a possibilidade de atravessá-la, em pouco tempo, mergulhando o visitante em um túnel do tempo, do qual é difícil sair. Não só pelo estado de suas edificações, quase dois quilômetros de muralhas ou seus 20 torres perfeitamente conservadas, mas também por tudo o que rodeia a cidade: ruas, pequenos detalhes, cantos e um ambiente ao mais puro estilo medieval.
Nós viemos através de Estocolmo depois de uma longa noite sem dormir ( aqui a minha crónica da travessia) e a visão da cidade a partir do alto mar, com suas torres pontiagudas e as cúpulas da Catedral russa de Alexander Nevski, nos faz perceber que vamos aproveitar o que de bonito, passeando por suas ruas pavimentadas e admirando seus edifícios centenários. Acho que com um par de dias é o suficiente para ver a cidade velha e, de fato, diariamente chegam aqui cruzeiros cheios de visitantes que veem o seu casco muralhado em poucas horas. Caminhamos cerca de 20 minutos do porto até o seu casco muralhado e encontramos com facilidade o nosso alojamento.
Para dormir, optou-se por um hostel em quarto compartilhado, já que precisamos de minimizar custos. Estocolmo deixou-nos o bolso bastante prejudicado.

Uma vez casados, resta-nos patearnos da cidade velha, que se pode dividir em duas zonas, uma zona baixa e zona alta, a colina de Toompea. Aqui vos deixo um mapa com os pontos de interesse da cidade de Tallinn, e vos conto a minha escolha sobre o que ver nesta encantadora e antiga cidade ( para o próximo post falaremos sobre o que ver na parte alta da cidade de Tallinn).
O que ver em Tallinn, parte baixa da cidade
Esta antiga cidade é cheia de histórias e lendas, e a cada passo, a cada edifício ou espaço, guarda algo interessante para o visitante. Gostei dos painéis explicativos, à frente de cada prédio significativo ou ruas importantes, já que permite conhecer mais a fundo a cidade, sem a necessidade de um guia.

O encantador centro histórico de Tallinn tem na animada Raekoja Plats ou Praça do Município, seu centro nervoso, dominada por uma torre coroada por um cata-vento, o velho Tomás, estatueta de um famoso soldado local. Por cerca de 4 euros tendes umas fantásticas vistas da cidade. É um lugar muito concorrido, onde se pode comer ou beber algo em seus animados terraços ( por sinal, os estonianos foram muito bem adaptados ao euro e os preços estão cada vez mais altos da cidade velha.

A partir da praça da câmara municipal saem de paralelepípedos ruas cheias de lojas, restaurantes e lojas da rua Viru, que desemboca em uma das antigas portas de entrada da cidade, a porta de Viru, com seus dois imaculadas torres ainda em pé. A magnificência das muralhas e as duas torres, fazem deste lugar um dos pontos mais visitados da cidade. Além desta porta nos encontramos moderna da cidade de Tallinn, de que eu só podia ver uma pequena parte por isso não vos posso contar muito.
Não há que deixar a ver a rua Pik, uma das mais movimentadas da cidade, onde se encontra no número 71, “as três irmãs”, o conjunto de casas medievais mais antigas da cidade de Tallinn ( as mencionam alguns escritos em 1267). Também não há que se perder a passagem de Santa Catarina, uma charmosa rua de ambiente medieval, cheia de lojas de artesanato e onde encontramos os restos de um convento dominicano. Admirando esses arcos e esses edifícios centenários é onde se respira a essência medieval de Tallinn.

A igreja de Santo Olavo, em seu tempo, o edifício mais alto da Europa, e a do Espítitu Santo, são algumas das igrejas mais reprentativas desta parte baixa da cidade e merecem uma visita.
Há mais coisas que fazer em Tallinn, não em vão foi, juntamente com a Turku, capital europeia da cultura em 2011. Deixo-vos algumas ideias: fazer um tour guiado gratuito em inglês pela cidade. Às 12:00 de cada dia saem bem em frente a secretaria de turismo, junto à praça principal. Pode-Se visitar alguns de seus mais de 30 museus de todas as temáticas, como o localizado na Torre Margarida Gorda, o atual museu Marítimo ou mesmo percorrer algum trecho das muralhas que ainda restam em pé. Os mais aventureiros se lançam a fazer um passeio em segway pelo centro histórico ou você pode fazer uma visita à casa irmandade dos cabeças negras, associação de comerciantes da época medieval. Como véis há muito o que ver nesta bela cidade, mas, sem dúvida, eu fico com a passear por suas ruas sem rumo, respirando aquele ambiente medieval e ir descobrindo lugares com encanto, que há muitos.
E quanto a gastronomia, há uma grande variedade no centro histórico da cidade, a preços razoáveis. Nós decidimos testar um dos seus locais mais populares, Olde Hansa, um local onde se pode comer uma deliciosa e original cozinha medieval. Mas tudo a seu devido tempo, falaremos no próximo artigo do bem que preenchi meu estômago por estas terras… A cidade velha me fascinou, cheia de lendas e histórias e envolvida em um ambiente de conto de fadas que a faz encantadora….
Dados de interesse
– Old House Hostel. Quartos compartilhados a partir de 11 euros/noite e apartamentos de diferentes capacidades. Dentro da cidade murada. wifi grátis




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *