Senac oferece curso para fazer pão em casa

 

O Senac São Paulo começa neste sábado (26) um curso que ensina a fazer pães caseiros. Não é necessária experiência ou conhecimento. Basta ter disposição e interesse. Serão nove horas, distribuídas em três sábados consecutivos, de muita técnica e mão na massa para você ganhar confiança e fazer seus pães ou para diversificar suas fornadas. Vai ter aula até de croissant.

Sobre o porquê fazer pães em casa, leia mais aqui

Veja aqui uma receita de pão rápido para iniciantes

Faça uma receita de pão de abóbora kabocha

A receita de pão integral do Hora da Comida

O que você pode aprender no curso:

(mais…)

Taquería reforça onda latinoamericana em SP

Aberta na semana passada, a taquería La Sabrosa integra a onda de comida latinoamericana na cidade de São Paulo. Após as casas de ceviche, empanadas e outras comidas da região, o chef Hugo Delgado, do restaurante Obá, abriu um fast food que vende basicamente tacos – as tortillas de massa de farinha de trigo ou de milho feitas na chapa e, depois, recheadas. É uma comida extremamento popular no México. E o chef alerta: é comida 100% mexicana, não tem nada de tex-mex – ou seja, a comida feita nos Estados Unidos.

Instalada na rua Augusta, em frente ao Espaço Itaú de Cinema, La Sabrosa se propõe a ser um fast food bem informal: com pedidos feitos no balcão, entregas pelo número do pedido e comidinhas servidas em prato de papel. Para quem não está acostumado a comer os tacos, que tendem a desmontar, saiba que não há talheres. Mesmo que você peça, a casa não tem – nem de plástico. É para comer com a mão, explicam. Então, prepare-se para uma pequena pilha de guardanapos sujos e eventuais respingos de molho na roupa, se não for jeitoso.

Hora da Comida visitou a casa duas vezes, tendo a oportunidade de experimentar várias das comidinhas. Durante a semana, no horário do almoço, os frequentadores são as pessoas que trabalham na região e o ambiente é tranquilo. Já no sábado à noite, são os jovens que costumeiramente lotam a região. Nesse caso, havia fila para os pedidos e alguma espera. Como é um fast food, que não estimula permanência, a rotatividade é alta.

E a comidinhas…

(mais…)

Domingo tem Feira Gastronômica em SP

O Mercado Feira Gastronômica arma suas barraquinhas neste domingo (20) no Mercado Municipal de Pinheiros, em São Paulo, a partir das 12h. Desta vez, serão 20 barracas, com cozinheiros, sorveteiros, cervejeiros e confeiteiros e uma diversidade de comidinhas (de até R$ 15) de dar água na boca.  A feira prestará uma homenagem à cozinheira mexicana Lourdes Hernández e seu marido, o artista plástico Felipe Ehrenberg, que depois de 13 anos no Brasil, retornam em breve à terra natal.

Já provei a comida de Lourdes e posso garantir que é sen-sa-cio-nal!! Assim, já vou destacar os pratos que ela preparará no domingo: guacamole com totopos (R$ 9), tortilla de milho com carne de porco no urucum e laranja (R$ 15), tortilla de trigo com carne de porco e abacaxi com queijo (R$ 15) ou com queijo e cogumelos com batatas (R$ 15). Isso sem falar nas margaritas  (R$ 15) e micheladas (R$ 10). 

Se você é fã de carne de porco, este é o seu lugar. Sete chefs têm pratos com peças suínas – barriga, pernil, costelinha, porqueta…..Olha o cardápio abaixo.

Lourdes Hernandez - foto de Eitan Rosenthal

Lourdes Hernandez – foto de Eitan Rosenthal

Serviço: O Mercado Feira Gastronômica
Domingo, 20/07, a partir das 12h
Onde: Mercado Municipal de Pinheiros
Endereço: Rua Pedro Cristi, 89 – Pinheiros – São Paulo (ver mapa)
Horário: das 12h às 20h (ou até esgotarem os estoques)
Formas de pagamento: cartão de débito ou dinheiro, com sistema de fichas
Entrada: gratuita

Veja abaixo cardápio com 40 opções, entre comidas e bebidas

(mais…)

Pão para iniciantes : super fácil e rápido

DSC00119

Fazer pão em casa pode parecer um desejo irrealista. Afinal, quem tem tempo e paciência para sovar a massa, esperar o pão crescer, tornar a sovar e esperar novamente. Bem, muita gente, mas não a maioria de nós. Hora da Comida traz uma solução. Faça os chamados pães rápidos que usam fermento químico (o mesmo dos bolos) e dispensam os dois atos de sovar e esperar. Neste caso, é misturar todos os ingredientes, conforme a receita abaixo, e levar para assar. 

(mais…)

Arriba! Aprenda a fazer comida mexicana

A chef Lourdes Hernandez, que morou 13 anos em São Paulo, está deixando o Brasil e, na temporada de despedidas, dará uma última aula na noite da próxima terça-feira (22), na Escola Wilma Kovesi, sobre comida mexicana. Ao  preparar uma refeição de festa mexicana, Lourdes ensinará aos alunos os pilares da cozinha de seu país e sua história. No cardápio, feijões, milho e, naturalmente, muita pimenta – chili e jalapena -que não poderia faltar….

lourdes hernandez

Veja abaixo o cardápio da aula: 

(mais…)

Simples, mas delicioso

IMG_2579

Hora da Comida preparou a receita de crumble de amora do livro “Torta de frutas” que será sorteado entre os leitores do blog que se inscreverem, até o dia 15 de agosto, para receber nossa newsletter semanal. Quem já fez inscrição, está participando e não precisa preencher novamente o formulário.

O crumble é um doce típico do Reino Unido, que sempre leva frutas frescas e uma farofinha doce de cobertura. É uma delícia! É claro que é muito melhor se feito com amoras frescas, mas fiz com congeladas que são muito mais fáceis de encontrar. Mas, de quando em quando, a gente encontra frutinhas vermelhas frescas e, ai, a receita fica de arrasar.

Para não deixar ninguém com água na boca, Hora da Comida publica a receita.

(mais…)

Concurso em Brusque escolhe a melhor cuca

festival de cuca em Brusque

A cidade de Brusque (SC) elegeu sua melhor receita de cuca – a Cuca Nota 10 do Brasil. Hora da Comida publica a receita vencedora, de Henriqueta Teresa Zucco Fantini, que disputou o concurso com 40 participantes durante o primeiro Festival Nacional da Cuca, na semana passada. A cuca campeã inova já que leva bananas e castanhas, além de farinha de trigo integral e açúcar mascavo, no lugar dos produtos brancos.

Tradicional receita alemã, a cuca é um tipo de pão doce macio e úmido que leva alguma fruta (tradicionalmente maça), e vem coberto com uma espécie de farofinha doce. O nome vem da palavra alemã para bolo (kuchen), embora não seja propriamente um bolo. Por usar fermento biológico e não, o químico (para bolos), a cuca é considerada um pão. Mas, como tudo muda o tempo todo, a receita campeã usa fermento químico.

Nos tradicionais cafés coloniais do Sul do País, a cuca é presença garantida .E não pense que ela é feita apenas para turistas. É muito apreciada pelos moradores da região. Durante os dois dias do Festival, mais de três mil cucas de 10 sabores foram vendidas no evento.

(mais…)

1 2 3 18